Adina – Zoya


Olá, meninas. Como estão? Minha sexta começou tumultuada, logo de manhã com a bateria do meu carro arriando (hunf). Sabe aqueles dias que a gente pensa que não deveria ter levantado da cama? Pois é, essa semana está sendo assim pra mim. Mas, problemas à parte, vamos ao que interessa? Esse bonitinho que escolhi pra usar essa semana está esperando sentadinho no meu armário já há algum tempo. É o Adina, da Zoya. Que ele é muito lindo não preciso nem falar, não é? Mas ele é muito chato pra tirar foto, meu Deus!

Com flash. Reparem no cantinho do vidro, dá pra ver um pedacinho verde.

Pra quem não sabe, esse baby é um duochrome, ou seja, dependendo do ângulo em que olhamos ele está de uma cor diferente (cúmulo da indecisão: não sabe que esmalte usar, usa um de “duas cores” hahaha).

Fica mais fácil captar os brilhinhos verdes tirando foto do vidrinho heheh

 A cor de base dele é roxa, um roxo mais “seco”, mas quando a luz bate num certo ângulo, o duochrome verde aparece. Não é demais? Nas fotos fica muito difícil capturar o verde, infelizmente ainda não inventaram nenhuma câmera tão “potente” quanto o olho humano. Apesar de ser possível ter uma idéia de como ele é, garanto que ao vivo ele é bem mais bonito e surpreendente; sem falar divertido, pois é muito engraçado ficar “virando a mão” pra ver o esmalte mudando de cor. Hahaha.

Pra passar, ele foi bem fácil e não manchou. O único porém é que ele é bem ralinho, portanto precisei de três camadas para cobrir bem o branquinho da unha (e eu teria até passado mais uma, mas por pura mania mesmo).

Na sombra. Dá pra ver mais ou menos o brilhinho verde dele, não dá?

Pra limpar também foi bem tranqüilo e saiu tudo rapidinho. Apesar de ele ter bastante brilho, finalizei com uma camada do topcoat da Fing’rs pra secar mais rápido e também proteger o esmalte. Enquanto passava o topcoat me aconteceu uma coisa engraçada: percebi que cada vez que passava uma camada dele, o esmalte ia meio que se “enrugando” por baixo, e depois de algum tempinho voltava ao normal. É a segunda vez que me acontece isso com esmaltes cintilantes, e da outra vez o topcoat usado foi o Seche Vite. Será que isso é uma coisa normal de cintilantes? Pode ser que seja pelo fato do topcoat estar penetrando na camada do esmalte, ou alguma coisa assim (sei lá, esquisito não? Hahah). Eu não tirei fotos disso, mas qualquer dia eu tiro e mostro pra vocês. Já aconteceu algo parecido com vocês?

Luz indireta

E aí, meninas. O que acharam do Adina? Alguma vez já usaram um duochrome? Comentem.

Beijos.

9 thoughts on “Adina – Zoya

    • Lindo né? Eu fico o dia inteiro virando a mão pra ver ele mudar de cor hahah, é muito divertido.
      Obrigada por comentar =)
      Bjsss

    • Hahahah adorei a piadinha.
      Esse foi o primeiro Zoya que usei, e tbm o primeiro Duochrome. Adoreeeei tbm, estou encantada =)
      Bjsss

    • Hahahaha, realmente o Adina é uma relação ou de amor ou ódio… não dá pra ficar no meio termo.
      Entao, na verdade ele nao encolheu, ele só enrugou e depois de alguns segundos voltou ao normal. É a segunda vez que me acontece isso e da outra vez foi com um Revlon e o topcoat nem era o mesmo. Acredito que seja algum problema do acabamento cintilante versus top coat que seca muito rápido que faz acontecer isso (talvez pq o cintilante demore mais pra secar, ou tenha alguma coisa diferente em sua fórmula?? Sei lá hahah).
      Nunca ouvi falar dos Zoyas precisarem de topcoat especial, onde descobriu isso? Nunca tive problemas com outros acabamentos, só cintilante mesmo =/
      Bjss

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s